geekices

uTorrent considerado perigoso por vários antivírus e Google Chrome

O uTorrent dispensa apresentações, já que é bem capaz de ser o cliente de bittorrent mais usado no mundo. Isto causa-me alguma estranheza, pois esta aplicação começou a incluir publicidade e adware (através de aplicações que instala paralelamente) há um bom tempo atrás; mas devo ser só eu que não gosto que me encham o sistema operativo com tralha intrusiva e potencialmente maliciosa.

A inclusão de adware já fez com que o uTorrent fosse classificado como malicioso por um ou outro anti-vírus a dada altura – sempre situações esporádicas e de pouco impacto. Agora, avança o TorrentFreak, são vários os antivírus que estão a considerar a aplicação perigosa, e o Google Chrome começou a bloquear várias páginas do site deste software.

A imagem deste post, retirada do site TorrentFreak, ilustra o que se está a passar com o uTorrent e os vários antivírus.

A solução é mesmo usar outro cliente de bittorrent. Recomendo-vos o Transmission caso usem um sistema *NIX, ou o qBittorrent se pretenderem uma aplicação que suporte Windows e *NIX.

curiosidades

Um relógio que obriga a fazer contas para saber as horas

O estúdio parisiense de design, MNTNT, desenvolveu um conceito diferente de relógio que parece tão interessante quanto susceptível de dar uma ligeira dor de cabeça quando se tentar ver as horas ao acordar.

O Albert Clock, nome dado ao projeto, mostra as horas de uma forma um pouco diferente: através de uma equação, com quatro níveis de dificuldade ajustáveis.

O lançamento deste relógio está dependente da sua campanha no Kickstarter. O objetivo é de 23 mil dólares, até 27 deste mês. Se estiverem interessados, já sabem o que fazer.

humor

Quando o demónio é a melhor escolha

religion is bullshit

Quem me conhece sabe bem a minha posição acerca da religião: devia ser criminalizada. Mas também sabem que eu não confundo, nem misturo, crença com religião, e que não tenho nada contra a crença num ou mais deuses, ou seja lá no que for. Só me faz é espécie a religião não ser mais que uma forma de manipulação da crença e controlo de massas. Isso causa-me asco.

Posto isto, não considerem a imagem [que encontrei algures na web e só não coloco a origem porque não guardei a link] e/ou o post uma ofensa à vossa crença. É, isso sim, uma crítica ao ridículo que é a religião e à lavagem cerebral que faz às pessoas, muitas vezes eliminando qualquer réstia de racionalidade que a pessoa pudesse ter.