curiosidades

Encontrada origem de Stonehenge

Após 10 anos de investigação de Stonehenge, local envolvente e contexto socio-económico da altura, um grupo de investigadores afirma que o monumento foi construído para unificar os povos antigos da Grã-Bretanha, que anteriormente estavam envolvidos em conflitos territoriais

Stonehenge
Imagem da autoria de simonwakefield, publicada sob a licença CC-BY-2.0

Ao contrário do que se pensava, Stonehenge não foi um local ligado a misticismos e cultos, chegada de ETs, portal para outro planeta ou dimensão. O significado deste monumento é bem mais simples e, diga-se, faz mais sentido.

Durante 10 anos, uma equipa de investigadores composta por elementos das universidades de Sheffield, Manchester, Southampton, Bournemouth e University College London analisou o monumento e toda a área envolvente. No entanto, para perceber melhor o porquê da origem de Stonehenge, teve também em conta o contexto sócio-económico entre os anos 3,000 A.C. e 2,500 A.C., considerado o período das principais etapas de construção.

De acordo com Mike Parker Pearson, da Universidade de Sheffield, Stonehenge foi construído como símbolo de união entre os povos da Grã-Bretanha. Nesta altura, começou a haver uma unificação no estilo de construção de habitações, cerâmica e outros utensílios; uma mudança do anterior regionalismo que dominou a ilha nos séculos anteriores.

[…]there was a growing island-wide culture – the same styles of houses, pottery and other material forms were used from Orkney to the south coast. This was very different to the regionalism of previous centuries. Stonehenge itself was a massive undertaking, requiring the labour of thousands to move stones from as far away as west Wales, shaping them and erecting them. Just the work itself, requiring everyone literally to pull together, would have been an act of unification.

Os investigadores afirmam também que Stonehenge não tem inspiração nos antigos egípcios ou em extra-terrestes. As influências arquitetónicas, dizem, podem ser encontradas em monumentos e edifícios mais antigos da Grã-Bretanha, com origem na Escócia e País de Gales.

Os detalhes desta investigação estão disponíveis no recém publicado livro de Mike Parker Pearson, “Stonehenge: exploring the greatest Stone Age mystery”.

via Science Blog

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *