dicas, geekices

Fedora 19 – Como configurar o Samba para funcionar corretamente

A versão 18 do Fedora foi talvez a melhor que já experimentei. Não me recordo de nada que me tivesse dado dores de cabeça. A 19, por seu lado, hoje deu-me uma. Vou publicar aqui este post para que, quem tiver os mesmo problema, possa encontrar possíveis soluções.

No Fedora 18, a versão do Samba que usava era a 3, tal como já tinha usado no Ubuntu e em Debian. Sempre funcionou bem e não deu chatices, até que sou forçado a usar Samba 4 com o upgrade para o Fedora 19. Desde esse momento que não consigo aceder à máquina e respetivas partilhas na rede, como normalmente fazia.

Após algumas horas a insistir, descobri que o meu ficheiro /etc/hosts não tinha o IP da máquina na rede e não o associava ao Hostname. Só após inserir manualmente a linha “192.168.1.11 fringe” é que consegui aceder às partilhas do meu PC na rede local.

Mas esta não foi a única chatice. Na versão 3 do Samba, para poder ativar as partilhas sem autenticação, bastava editar o ficheiro “/etc/samba/smb.conf” (ou usar um interface gráfico para o configurar) e alterar a entrada “security = user” para “security = share”. Como o Samba 4 já não suporta este método, tive que adicionar a entrada “map to guest = Bad User” na zona correspondente a “Standalone Server Options”. Para além disto, ainda removi o comentário da linha com o conteúdo “max protocol = SMB2”.

Algo que já deveria vir corretamente configurado, não vem. Isto é grave, porque o Samba é bastante usado para partilhar ficheiros numa rede – com ou sem máquinas a correr Windows.

Não sei se isto também acontece com uma instalação nova porque fiz upgrade direto, nem tentei instalar tudo novamente para ver se também se repete porque tenho demasiadas configurações para replicar e não ando com propriamente paciência para isso.

3 thoughts on “Fedora 19 – Como configurar o Samba para funcionar corretamente

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *