divagações

Blá blá blá sobre música e coisas

Ainda nem há dois anos, um dos meus passatempos preferidos era ouvir música Lounge, Downtempo e NuJazz. Estes momentos eram um exercício de relaxamento importante depois dos stresses diários.

Entretanto, perdi este hábito e substitui-o por outros. Diferentes, apenas. Bem, também admito que não são tão bons. Estes géneros de música que mencionei no parágrafo anterior são os meus preferidos, sem sombra de dúvida. Já os ouço há bastantes anos e ainda estou para me sentir cansado deles. Posso ouvi-los com menos frequência durante algum tempo, mas ouço sempre.

O que me levou a isto foi uma mudança inesperada. Tive que me adaptar para “sobreviver” e este hobbie foi uma das muitas coisas que deixei de fazer. O hacktivismo foi outro pequeno prazer de que abdiquei por força das malfadadas circunstâncias.

Chegou a altura de recuperar estes hábitos, mas também de seguir em frente. O percalço ainda me persegue de vez em quando, em alturas de maior stress, embora tenha aceite há muito que as coisas nunca voltam ao que eram. Talvez seja demasiado saudosista

A música (voltando ao tema do post) apresenta-se como uma solução para isto. Também, como inspiração. Como os géneros musicais que referi são mais minimalistas (pelo menos é essa a minha opinião), acabei por me basear nisso para fazer aqui umas alterações no blog. O tema é novo, mais simples e de acordo com um blog.

E fico-me por aqui. Falta-me tema para continuar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *