geekices

As minhas 3 alternativas ao (praticamente) defunto Google Reader

O Google Reader vai encerrar já amanhã. Gatinhos vão morrer. Mas, bem… Já há várias alternativas e ainda mais informação sobre elas na Web. São poucos os blogs mais ligados à tecnologia que ainda não abordaram o assunto e não publicaram até agora uma lista de alternativas. Este era uma exceção, até agora…

De tudo o que vi e experimentei até agora, recomendo o Tiny Tiny RSS. Os seus maiores argumentos são ser software livre e self-hosted, o que significa que eu só necessito de algum computador para o alojar e aceder a ele. Também, à semelhança do Google Reader, existem aplicações para Android e é suportado por alguns leitores de feeds para desktop.

Outro de que gostei, acima de tudo pelo interface, foi o g2reader.com. O aspeto é semelhante ao do Google Reader, e até as teclas de atalho são suportadas, mas é mais bem cuidado e agradável. Só é pena que não tenha aplicação para Android, mas parece que poderão disponibilizar uma dentro de algum tempo.

Por último, o FeedHQ. É software livre, tal como o Tiny Tiny RSS, mas tem a possibilidade de ser alojada pelos utilizadores ou de ser criada conta no site do projeto. O foco de desenvolvimento desta aplicação é o conteúdo das subscrições. É ótimo ler as feeds com este leitor; a legibilidade é muito boa. Tenho mesmo pena de não o conseguir pôr a funcionar com o meu hosting provider, a Webtuga. Talvez o meu plano não inclua suporte para Python, a linguagem de programação em que o FeedHQ é desenvolvido. Confesso que ainda não confirmei.

Existem muitas mais alternativas. O Digg já lançou o seu próprio leitor de feeds, existe o The Old Reader para quem gostava mais do Google Reader antes da última mudança que sofreu, o Feedly para os que preferem um layout mais ao jeito de uma revista online, etc.

Escolham o substituto do Google Reader que preferirem. Só vos alerto para as opções que vocês próprios podem alojar e são software livre. Elas são preferíveis, porque assim evitam que vos aconteça novamente o que vos levou a mudar o leitor de feeds da Google.

4 thoughts on “As minhas 3 alternativas ao (praticamente) defunto Google Reader

  1. Pedro Costa says:

    O problema aqui está em arranjar um BOM serviço na web, porque aplicações que fazem a gestão dos feeds no dispositivo já está bem abastecida.

    • Bruno Miguel says:

      Foi um dos motivos que me levou a optar pelo TTRSS. Se não fizer o que eu necessito, posso sempre alterá-lo para que o faça. 😉

  2. Eu uso o feedly. A grande desvantagem é que devido a carga que sofreu com a enchente de novos utilizadores ultimamente, desactivaram a possibilidade de fazer pesquisas, dificultando muito a procura de informação.
    Contudo, o layout user friendly está entre os melhores disponíveis.

    • Bruno Miguel says:

      O layout é porreiro. Mas confesso que não é dos meus preferidos. A nível estético, prefiro o FeedHQ, que peca muito por não ter apps para Android.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *