geekices

Estudo prova que pinturas pré-históricas eram representação da realidade

http://news.sciencemag.org/sciencenow/

Uma das características do homem pré-histórico mais conhecidas é as pinturas nas paredes das cavernas. Esta actividade começou há cerca de 25 mil anos, de acordo com arqueólogos e historiadores.

Até à data, pensava-se que estas pinturas eram apenas artísticas, reproduções de criaturas imaginárias. Um dos grandes motivos para esta teoria foi a reprodução do cavalo com manchas pretas, encontrada em mais de 100 cavernas espalhadas pela Europa. Pensava-se que este animal, hoje em dia comum, só tinha aparecido há 5 mil anos, altura em que o homem domesticou a espécie.

No entanto, após uma análise de ADN a ossos de cavalos pré-históricos, feita em 2009 e corroborada por um artigo sobre uma análise feita a ossos mais antigos publicado recentemente no site Proceedings of the National Academy of Sciences, mostrou que a espécie de facto existiu antes de ser domesticada pelo ser humano.

Esta característica, de acordo com os autores do estudo mais recente, deve-se a uma variação genética chamada LP, encontrada nos cavalos com manchas pretas existentes hoje em dia.

É devido a esta descoberta que agora se defende que o homem pré-histórico usava as pinturas para representar e documentar a realidade que o envolvia.

via Wired; imagem gamada do site ScienceNow

3 thoughts on “Estudo prova que pinturas pré-históricas eram representação da realidade

    • Bruno Miguel says:

      Apesar de primitivos, também deviam ter imaginação. Por isso foi necessário provas empíricas da existência da espécie.

  1. Outra vez says:

    O que eu sempre ouvi é que eles entravam em trance e viam bolas pontos. Penso que isso é apenas mais uma teoria pois há muitos desenhos com bolas, até sem estarem em algum ser retratado. Não acredito nesta teoria pois só por ser a cavalos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *