política

Compreender o buraco das PPP (atualizado)

Foi através do Miguel Caetano (saudações, Miguel) que me chegou este vídeo sobre o desastre que foram e são as PPP (Parcerias Público-Privadas). O autor – que, pelo que consegui apurar, é o autor do blog Bicadinhas – explica, com recurso a desenho, os enormes gastos que as PPP têm gerado ao Estado, quais buracos negros a atrair a matéria (erário público) que gira à sua volta.

Eu não sou politólogo ou economista, nem tão pouco quero transformar este blog em mais um da área da política (cruzes, credo!), mas depois de ver este vídeo algumas perguntas começaram a inquietar-me a mente. Elas são:

  • É possível anular legalmente estas parcerias, sem prejuízo para o Estado?
  • É possível chamar (mas a sério; nada de comissões de inquérito, que são uma merda inútil que só serve para perder tempo e gastar dinheiro) à justiça os responsáveis por estes desastres?

Eu não sei a resposta a estas perguntas. Peço, por isso – se o quiserem, claro está – que me ajudem a obter resposta, numa discussão saudável e apartidária.

(atualização: recomendo a leitura do postAs PPP explicadas ao povo e às crianças“, publicado no blog Jugular. dica do leitor Nuno)

4 thoughts on “Compreender o buraco das PPP (atualizado)

  1. Jorge says:

    Embora, interessante o video, apenas fala nos custos do estado, o que me parece errado.

    Por exemplo a construção da ponte Vasco da Gama, rondou cerca de 900M€.
    Ora aparentemente os custos, do estado, com esta rondam os 900M€ (mais coisa, menos coisa).
    Aqui o grave, é que o estado gasta ao longo do tempo o que custa, mas não tem qq proveito, por exemplo não recebe os 50M€ anuais de receitas desta ponte.

    Não estou com isto de forma nenhuma a defender as PPP, mas gostava de ser mais informado, sobre todos os custos destas, os do Estado imediatos e ao longo do tempo, e para percebermos se o estado (todos nós) é ou não lesado, qual os custos e receitas dos privados envolvidos.

    Cumprimentos

    • Bruno Miguel says:

      Também gostava de ter informação sobre os reais custos para das PPPs para o Estado, nem que fosse uma edição para totós (que é como me sinto quando se fala delas). E que houvesse total transparência nestas matérias que envolvem o erário público.

  2. Nuno says:

    Há muita demagogia em torno das PPPs. Mais uma vez, este (des)governo conseguiu endrominar muita gente (sponsered by Correio da Manhã and SOL, órgãos oficiais do governo laranja) fazendo crer que um dos principais (senão o principal, para muitos “comentadores”) problemas do País são as PPPs. É verdade que houve alguns negócios mal feitos/conduzidos e há que renegociar mas as poupanças reais, em termos gerais, para as finanças nacionais não são assim tão relevantes como querem fazer crer. Para começar, sugiro a leitura do artigo “As PPP explicadas ao povo e às crianças”, do economista João Pinto e Castro. O link: http://jugular.blogs.sapo.pt/3314018.html. De seguida, sugiro também a leitura do blog do Economista e Professor Universitário, Pedro Lains, em http://pedrolains.typepad.com/ .

    Não acreditem em tudo o que este (des)governo vos diz. É o mais incompetente e mentiroso desde o 25 de Abril.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *